DIOCESE
DE PATOS

Sexta Feira da Paixão é celebrada na Catedral Diocesana

A paróquia Nossa Senhora da Guia deu início a sexta-feira santa ainda na madrugada, com a tradicional procissão dos homens saindo da Igreja da Conceição até a Catedral. Nesta madrugada os homens advindos de todas as paróquias da cidade de Patos, assumindo sua fé, refletiram sobre o mistério da paixão, com as estações da via sacra, percorrendo algumas ruas centrais da cidade, transladando a imagem do Senhor no sepulcro, num clima de intensa misericórdia e arrependimento.

Por volta das onze da manhã os fiéis, solidarizados com o Cristo, reuniram-se na Catedral, para o Ofício da Agonia, recordando o sofrimento de Jesus ao doar-se por amor numa cruz. Todos os presentes vestidos com a cor preta, em sinal de solidariedade com a morte de Jesus Cristo. O momento foi encerrado com a procissão do silêncio, que percorreu algumas ruas da nossa paróquia, retornando a igreja Catedral.

A tarde da sexta- feira da Paixão, único dia no ano litúrgico onde não se celebra a Sagrada Eucaristia, foi marcada pela Ação Litúrgica da Paixão, na Igreja Catedral, onde nos unimos ao servo sofredor e o acompanhamos em seu julgamento e condenação narrados pela liturgia deste dia.

Toda a celebração foi marcada de silêncio e despojamento ao recordar tamanha fidelidade de Jesus a humanidade e a Deus Pai, quando assumiu a cruz. Depois da Liturgia da Palavra, os fiéis participaram do momento de Adoração a Santa Cruz, honrando o tamanho gesto de amor de Jesus por nós. A última parte da celebração da paixão do Senhor, foi o rito da comunhão, distribuída com a reserva da solenidade da Ceia do Senhor.

Após a ação litúrgica, uma grande multidão seguiu em procissão acompanhando a imagem do Senhor Morto, conduzida num clima de muita fé e esperança, deixando que a nossa fé supere a dor e o sofrimento de Cristo.

Texto: Martinho Vieira e Denis Candeia

Foto: Matias Davi

Pascom paroquial

COMPARTILHE COM SEUS AMIGOS