DIOCESE
DE PATOS

O segredo das coisas simples

Estou lendo um livro de Lorenz Marti cujo enfoque é o segredo das coisas simples, que tem como título:  Como um místico amarra os seus sapatos.

Tenho aprendido muita coisa com esta leitura, pois ela tem me ensinado que não devemos usar as pessoas e amar as coisas mas amar as pessoas e usar as coisas.

Que as situações que surgem em nosso dia a dia não são para serem absorvidas mas resolvidas sejam elas desafiantes ou não.

A Mística é o combustível que vai nos alimentar para vivermos com tranquilidade os processos que são inerentes a vida humana.

Viver existindo é o segredo da felicidade e das pequenas conquistas no nosso dia a dia.

Os místicos e místicas  são pessoas como eu e como você caro amigo e amiga, com uma pequena diferença de que eles descobrem e fundamentam  as histórias mais profundas da vida, que normalmente permanecem ocultas para nós. Essas  viagens de auto conhecimento nós podemos  realizar de diversas maneiras no cotidiano de nossa existência.

Existem muitas e grandes teorias sobre Deus e o mundo. Ma o essencial é descobrir que  o segredo de ser feliz está em compreender  que Deus é simples e o mundo é maravilhoso  e que é muito bom descobrir a presença dele no nosso Eu  mais profundo e que  é muito bom viver apesar dos desafios e contrariedades.

Olhar a vida e as pessoas com o olhar de Deus é o grande segredo de uma vida simples e feliz.

Fazer a leitura dos fatos sem  se deixar absorver por eles mas contemplá-lo para tirar deles grandes lições este é  o grande segredo.

O livro como um místico amarra  seus sapatosapresenta quatro passos  bem simples que  estão me ajudando a tomar atitudes concretas para um viver bem em relação comigo mesmo, com Deus e com o outro.

Acredito que este  passos dados com qualidade e perseverança irão ajudar não somente a mim mas a você caro amigo e amiga.

Vamos aos passos para uma vida feliz apesar das intempéries:

1-  Aceitar e assumir com tranquilidade  a realidade que está vivendo,  seja ela desafiante ou não:  Não pensar nem imaginar  como as coisas seriam boas se tivesse sido diferentes.

2- Parar de me comparar com aqueles que estão aparentemente em melhor situação. Pensar em todos aqueles que estão vivendo momentos e situações mais difíceis e complicadas que as minhas; pois quando começo a olhar para baixo a situação aflitiva  perde todo o seu peso.

3- A gratidão a Deus começa a mudar os  pensamentos – Ter um coração agradecido, aprender a louvar e agradecer nos momentos bons ou difíceis.

4- Prestar atenção nas coisas boas que tem  acontecido – comece a exercitar quais os pequenos progressos que fez hoje e contemplar a sua capacidade de superação mesmo nas grandes ondas. Você vai perceber que é uma pessoa resiliente.

 Assim agindo,  vamos aprender a  descobrir o valor das coisas simples.

 –

Maria Joseny de Lima Medeiros Assis ( Josa) – Pascom Diocesana

COMPARTILHE COM SEUS AMIGOS