DIOCESE
DE PATOS

II Encontro Diocesano do Terço dos Homens

Aconteceu neste domingo, 18 de agosto, no salão paroquial de Santo Antônio, o Encontro Diocesano do Terço dos Homens. Com a participação de quatrocentas pessoas, sendo cinquenta de João Pessoa e quinze de Guarabira. Segundo o coordenador Diocesano o diácono Gildenor, o  encontro teve como objetivo: Reanimar o movimento e integrar os homens  à  Igreja.

O  evento contou com o  Pe. Severino, Assessor Eclesiástico do Terço dos Homens em nível nacional. O mesmo acredita que a participação dos homens na Igreja do Brasil se faz mais evidente com o terço dos homens. A essência do ser humano é religiosa ,o homem quando se reúne  para rezar o terço ele  expressa a sua fé, não apenas o pai de família ,mas também os jovens  os filhos e até mesmo os netos destes homens participam de uma nova maneira de evangelizar e de  como Deus está conduzindo a nossa Igreja.

Estavam presentes também, o Bispo da Diocese de Patos, Dom Eraldo, o Vigário Geral Pe. Ronaldo, o Coordenador  do Regional Nordeste II, Djamilson e o Coordenador Nacional ,Marcelo Moraes, que falou sobre a origem do terço e do Movimento do Terço dos Homens . Desde o ano 800,  já se rezava o terço com os monges  ,que eram os salmos .Por volta do ano 1200,São Domingos de Gusmão teve uma visão com Nossa Senhora e o terço tomou este formato atual. Em 1550,na cidade de Goiânia, divisa com a Paraíba, os escravos já rezavam o rosário dos pretos. No ano de 1996,no Santuário Paroquial de Mãe Rainha em Alagoas, houve uma iniciativa da reza do terço com os homens, mas não evoluiu, no ano seguinte em Pernambuco, juntaram-se quinze homens, começaram a rezar e, através das mulheres foram divulgando o terço até chegar ao Santuário Mãe Rainha em Olinda , a partir daí foi tomando proporção ,crescendo muito e hoje está organizado como a Igreja nos pede, com Coordenação Diocesana, Setores ou Foranias ,Coordenação do NE I,II e III de acordo com a organização da CNBB e a Coordenação Nacional. Portanto, o terço dos homens nasceu no Nordeste  e se expandiu Brasil afora.

Em sua fala à plenária, Marcelo lançou algumas propostas como: identidade mística, além de rezarem nas capelas e igrejas, faz-se necessário a reza do terço nas casas dos irmãos doentes, nos hospitais e ir às entranhas com trabalhos caritativos.

No final da manhã, Dom Eraldo  presidiu a Celebração Eucarística e logo após, houve um almoço em clima de encerramento  e confraternização.

 

Veja o vídeo de agradecimento de Dom Eraldo:

 

Texto: Girlande Morais

Foto e Vídeo: Glauber Alves

COMPARTILHE COM SEUS AMIGOS