Pesquisar
Close this search box.

DIOCESE
DE PATOS

Dom Eraldo encerra a tradicional Festa de Santo Antônio, em Piancó

A comunidade de Santo Antônio, em Piancó, celebrou com entusiasmo, devoção e muita fé a festa do seu padroeiro neste sábado dia 13 de junho, às dez horas da manhã.

A Igreja Matriz ficou repleta de fiéis das diversas comunidades urbanas e rurais além das pastorais e movimentos religiosos que formam as forças vivas daquela paróquia. Como já é tradição, também estiveram presentes representantes políticos de diversos partidos e das diversas esferas do poder, nos âmbitos municipal, estadual e federal.

O Bispo Dom Eraldo presidiu a grande Concelebração Eucarística, juntamente com os Padres Francisco das Chagas, João Romão, Hugo Remígio, Benedito Badu e o Monge Beneditino Frei Gabriel.

Em sua homilia Dom Eraldo destacou as virtudes de Santo Antônio, que embora tendo morrido aos 36 anos de idade, deixou um grande legado de dedicação e amor aos pobres de sua época, testemunhando o Evangelho de Jesus.

Dom Eraldo ressaltou ainda a necessidade e o desafio da Igreja ser cada vez mais missionária, conforme os evangelhos e o que prega o papa Francisco, em meio a uma sociedade plural e diversa, sendo sal e luz nesse novo contexto social.

Sobre a realidade política dos dias atuais, Dom Eraldo expressou a grande preocupação da Igreja no Brasil e de várias organizações sérias da sociedade, ao perceberem que uma verdadeira e profunda reforma política, tão desejada e necessária ao fortalecimento da democracia e à promoção da melhoria de vida do povo, corre um sério risco de não acontecer pela opção da maioria dos políticos, que de forma egoísta, só pensam no bem próprio ou de grupos privilegiados.

Ao final da Celebração, o Padre Francisco das Chagas, Pároco de Piancó, agradeceu o empenho de todas as equipes de trabalho e a solidariedade da comunidade para o sucesso de mais uma grande festa de Santo Antônio. Ele agradeceu ainda ao Bispo Dom Eraldo, aos demais concelebrantes, aos fiéis e autoridades presentes.

Texto: José de Anchieta de Assis

COMPARTILHE COM SEUS AMIGOS