DIOCESE
DE PATOS

DIOCESE DE PATOS REVIVE AS SANTAS MISSÕES POPULARES

O retiro diocesano de continuação e retomada das Santas Missões Populares teve início com uma festiva acolhida realizada à entrada do Clube Coliseum Hall feita pelos jovens do EJC e com a animação conduzida pelo Pe. Evandro Romero e sua equipe.

Durante a oração do Ofício Divino das Comunidades em memória da Santa Virgem Maria, fez-se a recordação da vida trazendo presente os retiros diocesanos realizados com a presença do Pe. Luís Mosconi e os retiros que ocorreram em âmbito paroquial. Recordou-se ainda o retiro conduzido pelo Pe. Cláudio Sartori sobre a Lectio Divina ocorrido em nível diocesano na igreja de Santo Antônio em Patos. Destacou-se que as Santas Missões Populares, realizadas por ocasião do Jubileu Áureo Diocesano, continuam transformando e produzindo diversos frutos nas comunidades e áreas missionárias em seus círculos bíblicos, visitações e celebrações que tem conduzido a Diocese de Patos a uma construção cada dia mais eficaz de uma rede de comunidades organizadas e corresponsáveis. Recordou-se também o estado de vacância da sede episcopal de Patos e o trabalho desenvolvido pelo Pe. José Ronaldo Marques, administrador diocesano.

A oração prosseguiu com a acolhida da imagem de Nossa Senhora da Guia, padroeira diocesana, que foi trazida por vários missionários tendo em suas mãos lâmpadas acesas. Em seguida, após o canto do salmo 92, da leitura da carta de São Paulo aos Gálatas (4,4-7) e das preces, o ofício foi encerrado com a oração de bênção e o encontro prosseguiu a sua programação.

O Pe. Flávio Mamede, coordenador diocesano de pastoral, dirigiu a palavra aos missionários recordando que a única Igreja de Jesus Cristo é sempre missionária e aprende de Jesus a sua missão. Ele chama ao retiro para que, participando de sua presença, cada um seja enviado à missão. Em seguida o mesmo padre acolheu cada uma das foranias como também os padres, religiosas, pastorais e, de maneira muito carinhosa, toda a juventude presentes no retiro.

Abrindo oficialmente o retiro, o Pe. José Ronaldo tomou a palavra e acolheu a todos dando especial destaque à presença das crianças no encontro. Ele recordou o Plano Diocesano de Pastoral que, em sintonia com as DGAE afirma que a Igreja deve estar em “estado permanente de missão”. “O retiro deve reacender em nós o fogo da missão”. Deve nos ajudar a prepara o Ano da Fé, proclamado pelo Papa que nos exorta a crer para evangelizar. O administrador diocesano informou que o retiro será realizado com a ajuda dos padres Elias, Maurício e Leonardo, todos da Diocese de Patos. Encerrou sua palavra pedindo as bênçãos de Nossa Senhora da Guia para o bom êxito deste encontro.

COMPARTILHE COM SEUS AMIGOS