DIOCESE
DE PATOS

Celebração da quarta-feira de Cinzas em Livramento

Com a Quarta-Feira de Cinzas, começa oficialmente o tempo da Quaresma e o Ciclo Pascal.

Tradicionalmente na Quarta-feira de cinzas na igreja do Brasil tem início também a Campanha da Fraternidade, reunirá outras igrejas cristãs além da católica.

A Campanha da Fraternidade Ecumênica (CFE) de 2019 apresenta o tema ““Fraternidade e Políticas Públicas” e tem como lema: Serás libertado pelo direito e pela justiça” (Is 1,27) “. O objetivo principal é assegurar o direito para todas as pessoas e empenharmo-nos, à luz da fé, por políticas públicas e atitudes responsáveis que garantam a integridade e o futuro de nossa Casa Comum.

Quaresma, uma vez mais. Tempo forte na caminhada do ano eclesiástico. Convite e apelo para o silêncio, a prece, a conversão.

Para nós cristãos é um tempo de conversão, de mudança de vida, de acolher com mais amor a misericórdia de Deus que nos quer perdoar.

E é também o tempo onde as comunidades se preparam para viver o mistério da páscoa. Isto é, tempo da hora de Jesus Cristo do seu seguimento em que ele caminha em direção da sua hora que é a entrega total da sua vida a Deus pelos homens, seus irmãos.

A quaresma é para cada um de nós um tempo de oração e de conversão.

Tempo de crescer em comunhão com todos os homens, principalmente com os mais pobres e necessitados.

Eles nos lembram do rosto sofrido de Jesus e nos convidam a viver com mais fidelidade a caridade, o amor fraterno, que o Evangelho exige de nós.

A Quarta-feira de Cinzas foi instituída há mito tempo na Igreja. Ela marca o início da Quaresma: tempo de penitência, de silêncio, de jejum e oração mais intensa. De acordo com o professor Felipe Aquino, para os antigos judeus, sentar-se sobre as cinzas já significava arrependimento dos pecados e volta para Deus. “Hoje, as cinzas bentas são colocadas sobre as nossas cabeças e nos fazem lembrar que vamos morrer que somos pó e ao pó da terra voltaremos, para que nosso corpo seja refeito por Deus, de maneira gloriosa, para não mais perecer “, destaca Aquino. As cinzas lembram nossa fragilidade, nossa limitação, e também recordam a esperança que Deus tem no homem, na mulher, que sempre podem avançar e melhorar a cada dia.

Campanha da Fraternidade

Juntamente com a Quaresma, a Igreja inicia a Campanha da Fraternidade, que neste ano, tem como tema ‘Fraternidade e Políticas Públicas’ e lema ‘Serás libertado pelo direito e pela Justiça’. A Campanha busca despertar a consciência e estimular a participação de todo cidadão na construção de Políticas Públicas, à luz da Palavra de Deus e da Doutrina Social da Igreja, para fortalecer a cidadania e o bem comum.

Origem das Cinzas

As cinzas utilizadas neste ritual provêm da queima dos ramos abençoados no Domingo de Ramos do ano anterior. A estas cinzas mistura-se água benta. De acordo com a tradição, o celebrante desta cerimônia utiliza essas cinzas úmidas para sinalizar uma cruz na fronte de cada fiel, proferindo a frase “Lembra-te que és pó e que ao pó voltarás” ou a frase “Convertei-vos e crede no Evangelho”

Pascom Paroquial

COMPARTILHE COM SEUS AMIGOS