DIOCESE
DE PATOS

Agricultores e quilombolas participaram de seminários promovidos pelo PROPAC

Representantes das comunidades Quilombolas, Agricultura Familiar, Economia Solidária e de entidades ligadas a esta área, participaram nos dias 29 e 30 de abril, em Patos-PB, dos seminários realizados pela Ação Social Diocesana de Patos (ASDP), através do Programa de Promoção e Ação Comunitária (PROPAC). O evento teve como tema principal “Territórios e Territorialidades de Resistência Camponesa e Quilombola.

O objetivo foi trabalhar o plano realizado com cada grupo através de encontros, estudos e análises com base nos dados obtidos em diagnósticos realizados através de experiências de cada grupo.
Na abertura, todos participaram da mística com o tema: “Partilhando Frutos da Terra e Saberes Tradicionais”

O coordenador do PROPAC, Irenaldo Pereira, deu início ao seminário e afirmou que o evento trouxe a região importantes contribuições para o aperfeiçoamento das políticas públicas que atendem as comunidades do médio sertão paraibano.

O presidente da Ação Social Diocesana de Patos, Pe. João Saturnino, também prestigiou o Seminário e comentou sobre o atual cenário político que vem atropelando todos os direitos dos trabalhadores.
Pe. João Saturnino aproveitou o momento para pedir a todos os presentes que reivindique pelos seus direitos, olhem mais pelos jovens e crianças e que nas próximas eleições, saibamos votar com mais consciência.

Na sequência, cada representante de grupo realizou uma apresentação onde foi possível mostrar o balanço de todas as atividades realizadas em sua comunidade.
O seminário I, com tema: “Territórios Quilombolas, Superando Desafios e Delineando luzes“, apresentado pela representante do grupo quilombola, Luzia Santos e pelos técnicos do PROPAC, Ancelmo Dantas e José de Arimatéia fez referências pontuais a cada situação vivida.
Já no segundo seminário que trouxe o tema: “Territorialidades de Resistência Camponesa”, apresentado pelo coordenado e técnicos do PROPAC, Irenaldo Pereira, Lielma Xavier e Júnior Leite, foi possível apresentar a importância da história daquele grupo que ainda resiste no semiárido paraibano.

À noite, após o jantar, foi exibido o filme “Caravana da Solidariedade”, produzido pela Rede Caritas em parceria com o PROPAC. O filme mostra experiências de sucesso de convivência com o semiárido de algumas famílias acompanhadas pelo PROPAC.
No segundo dia de evento, os participantes foram recepcionados com um café da manhã e em seguida foram acolhidos com a mística de abertura que teve o tema: “Identidades camponesas e Quilombolas”.

Ainda pela manhã houve uma explanação sobre a metodologia dos trabalhos desenvolvidos durante o seminário III, onde aconteceram diálogos necessários entre espaços de formação em economia solidária e experiências comunitárias que expressam solidariedade. O terceiro e último seminário foi apresentado por Irenaldo Pereira e José de Arimatéia.

O evento foi avaliado como positivo pela equipe da Ação Social Diocesana de Patos e contou com a presença de de convidados com a CAMEC, CEPFS, CAVS, MST E Fazenda da Esperança. 80 pessoas fizeram presentes ao evento, entre elas, crianças, jovens, adultos e idosos de todos os gêneros.
Fonte: asdppb.org

COMPARTILHE COM SEUS AMIGOS