DIOCESE
DE PATOS

5ª noite de novena da Festa Da Guia é celebrada com animação

Abri meus lábios num canto de amor! Com este trecho do canto de abertura e sob as luzes do Santo Espírito foi iniciada a celebração da 5ª noite da Festa Da Guia – 2013.

Como noitários foram acolhidos a Forania do Vale do Sabugy, a Paróquia do Sagrado Coração de Jesus, Paróquia de Nossa Senhora do Perpétuo Socorro, a PASCOM, dízimo e dizimistas além das áreas de missão da paróquia Catedral.

A novena foi presidida pelo Pe José Ronaldo Marques Pároco da Catedral e Vigário Geral da Diocese  e concelebrada pelos padres: Pe  Damião Rogério, Pe Jair Tomazella, Pe Francisco Mota ( filho de Patos e pertencente  ao clero  de Recife), Pe João Evangelista, Pe Elias Ramalho  e o Pe Evandro Romero que anima a celebração.

Como em todos os dias a Catedral ficou pequena para tamanha multidão que lotou o templo dedicado a Santíssima Virgem Maria sob o título de Nossa Senhora Da Guia e a parte lateral da Catedral denominada de Largo Dom Gerardo Andrade Ponte.

Aleluia, vamos com Maria escutar foi assim o canto de aclamação ao Evangelho, a boa nova proclamada pelo Pe  Elias Ramalho administrador da paróquia de Santa Luzia na cidade do mesmo nome.

O Reverendíssimo Pe João Evangelista pregador iniciou saudando seus irmãos no ministério sacerdotal, paróquias da Forania do Vale do Sabugy e todos os presentes na Igreja Catedral por ocasião da Festa de Nossa Excelsa Padroeira Diocesana.

Dialogando de forma homilética com a assembléia o pregador induziu a todos a repetirem o tema central da Festa Da Guia, Maria modelo de Fé e o seu lema: “Feliz aquela que acreditou”, trecho do evangelho de Jesus Cristo narrado por São Lucas em seu capítulo 1 versículo 45.

É preciso ter as mesmas atitudes da mulher que acolhe com misericórdia, que todas as pastorais demonstrem a mesma Fé sem acepção de pessoas e fugir da figura do fariseu legalista, sério e incapaz de perdoar e amar sem medidas.

Um ato de Fé é amar sem julgamentos, como diz a sagrada escritura e deve ser encarado por todos os seguidores e seguidoras de Jesus Cristo com misericórdia e não com preconceito.

Um momento sempre repleto de emoção é o canto da ladainha de Nossa Senhora Da Guia, uma composição de Mário Leitão devoto de Nossa Senhora e filho ilustre de Patos.

A novena foi encerrada com o canto do hino de Nossa Senhora Da Guia e a subida de todos os noitários ao altar para próximo de sua imagem.

A parte social da festa ficou por conta de Pedro Carpelli e Banda animando o pavilhão central da festa enquanto os devotos se confraternizavam num clima de entusiasmo e alegria.

Texto: Carlos Silva – Pascom Diocesana

Foto: Glauber Alves – Pascom paroquial/diocesana

COMPARTILHE COM SEUS AMIGOS